Confira algumas dicas para quem deseja ser um ótimo ou ótima Designer de Moda

Está iniciando sua marca de roupas agora e quer algumas dicas de como começar? Aqui vamos falar sobre isso e te ajudar com algum conteúdo. Por mais que pareça difícil e complicado no início, sem ideias de qual linha seguir, não é tão complicado já que basta definir seu conceito no início e tudo irá seguir essa diretriz posteriormente. Vamos te ajudar a definir algumas escolhas que será importante para o sucesso de sua linha de roupas. A ideia é sempre fazer com que a suas peças de roupas sejam criadas emcima de conceitos para que sua marca seja consistente na mensagem que deseja emitir. E é claro, além da parte conceitual vamos conversar também sobre a parte técnica, que serão dicas de como fazer os desenhos e cortes para que a sua marca seja diferenciada no mercado de moda, no Brasil e quem sabe também no mundo.

moda1

Para começar vamos começar te indicando que seja uma pessoa 24 horas antenada do que o pessoal veste na rua, e o que você vê nas vitrines de lojas de roupas. Isso para que você agregue uma vasta referência de peças de roupas, sabendo o que é bom e o que não é. Isso é importante porque vai ter dar um leque de caminhos e misturas que você pode elaborar ao criar as peças de sua marca.
Uma outra ótima forma de buscar referências é através de revistas de moda, além é claro da internet que é o principal recursos de busca de referência e estudo de peças de roupas que estão em alta, e também de possíveis linhas conceituais que a sua marca pode seguir.

A ideia não é copiar roupas e peças, mas sim se inspirar. O que quero dizer é misturar pontos positivos de roupas que você viu e gostou com o conceito de sua própria roupa, levando em consideração a personalidade de sua marca. Se sua marca for do Rio de Janeiro e carregar um perfil mais despojado é importante que traga toda a sua referência para essa linha de mensagem através de cortes e desenhos.

moda3

Algumas pessoas são bem resistentes quanto a busca de referências em anos antigos, a muito tempo atrás. Isso, na minha opinião, é uma grande burrice que tem como carro-chefe um ego inflado que não leva lugar nenhum. Ótimas peas foram criadas durante a história e toda peça pode ser um poço de inspiração ao ser interpretada da forma correta. Tente pensar como o estilista criou aquele modelo para que consiga absorver todo o ensinamento que aquilo pode te trazer. Por isso eu sempre recomendo que estude a história da moda, estude peças históricas e icônicas que marcaram época. Isso vai te fazer uma pessoa mais bem preparada e com maior bagagem para construir seu caminho com um sólido conhecimento.

Ao iniciar os desenhos de modelagem sempre faça a definição da peça em questão no centro da folha em que está desenhando e projetando. Isso vai te trazer maior conforto para aumentar o desenho para os lados e causar mais liberdade para criar. Assim, trace três linhas, onde a primeira linha horizontal será para marcar o retalho, a segunda linha será para definir o busto e a terceira linha será para delinear a cintura. Essa diretriz é importante para você ter uma base sólida para seguir em frente com seus desenhos.

Continuando, temos também a linha 4, 5 além de outras linhas cruzadas como a linha 2 e 3 que se localizam na cintura do modelo. Siga esse modelo que seu desenho irá finalizar com sucesso. Inicie esses desenhos de marcações de forma leve, sem forçar muito o lápis para que se desenho de modelagem não fique muito marcado e fique sobrepondo as linhas das roupas. E também para que caso você erre o desenho das linhas e tenha que apagar não fique marcado e sujando a folha de papel.

É importante dizer que no início tudo irá ficar difícil, e isso é super normal. Mas depois, com a prática, tudo irá sair naturalmente e seus desenhos irão ser produzidos com qualidade e agilidade depois de ficar com prática no lápis e papel.

moda

Lembre-se que cada grife criada há um período de resistência no mercado pois há muito players e concorrentes que irá se combater por um espaço no coração do consumidor. Por isso é importantíssimo que sua marca tenha um diferencial, e também tenha uma personalidade bem marcante para que atinja em cheio seu público-alvo. Caso entre no mercado para ser mais um, comum, isso pode te causar mais dificuldades de conseguir deslanchar as vendas de roupa. A grande dica é essa, faça que sua marca de roupas tenha personalidade, para facilitar pense como se fosse uma pessoa e haja através de possíveis atos da marca e como você gostaria que ela fosse agir perante algumas situações. Essa personificação pode te ajudar a assimiliar esse direção de personalidade e posicionamento de acordo com a mensagem que deseja emitir através dos tecidos e estampas.

Espero que tenha gostado.
Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>